O MUNDO EM AÇÃO ATRAVÉS DA AVAAZ

Conheci esse projeto revolucionário em 2014 ao assinar uma petição contra testes de produtos em animais e me apaixonei pelo trabalho de importância imensurável da Avaaz. O poder de voz e o sucesso em suas operações garantiram a importância que eles têm hoje para o mundo inteiro.

Avaaz significa “voz” em várias línguas europeias, do oriente médio e asiáticas, foi lançada em 2007 com uma simples missão democrática: mobilizar pessoas de todos os países para construir uma ponte entre o mundo em que vivemos e o mundo que a maioria das pessoas querem.” , assim eles se definem.

logo_po
AVAAZ.ORG

É uma organização que cria petições utilizando assinaturas digitais, para que você que está em qualquer lugar do mundo possa participar sem sair de casa, além de organizar protestos e eventos nas ruas, tudo isso para garantir que os valores e visões da sociedade civil global informem as decisões governamentais que afetam todos nós.

Avaaz

“A comunidade virtual da Avaaz atua como um megafone para chamar atenção para novas questões; como um catalisador para canalizar as preocupações públicas dispersas em uma única campanha específica e concentrada.”

Avaaz tem um novo jeito de mudar o mundo e você pode fazer parte disso! Basta fazer um cadastro no próprio site e ajudar milhares de pessoas através de sua assinatura, com doações e eventos feitos no mundo inteiro! Eu já faço parte, e você pode se juntar a nós!

poll_final5

#TodosSomosAvaaz

A Avaaz mobiliza milhões de pessoas de todo tipo para agirem em causas internacionais urgentes, desde pobreza global até os conflitos no Oriente Médio e mudanças climáticas. O nosso modelo de mobilização online permite que milhares de ações individuais, apesar de pequenas, possam ser combinadas em uma poderosa força coletiva.
Anúncios

DICIONÁRIO DA MODA: APRENDA ALGUNS TERMOS QUE SÃO FALADOS NO MEIO FASHION

Olha, eu nunca quis me apaixonar pela moda, mas quando eu era ainda criança, minha mãe que é costureira e trabalhava fora e dentro de casa,  eu costuma brincar em cima ou em baixo da máquina dela, enquanto ela costurava rsrs (good memories!!!). Lembro disso como se fosse hoje, brincava com meus bonecos e carrinhos, com retalhos de tecido e restos de linha. E me lembro que sempre parava e ficava hipnotizado ao ver como ela costurava, e sem entender me surpreendia quando via pedaços de tecido virarem uma peça de roupa. E foi a partir daí que tudo começou.

Mas chega de falar de mim, vamos falar sobre o que hoje a moda representa através dos seus “termos”. Sabe aquelas palavras que a gente nem entende? Ou até entende, mas não sabe o seu significado? Então meus amores, hoje vamos aprender algumas palavras que não saem da boca dos fashionistas, designers de moda e até celebridades, e você vai sair daqui sabendo falar tête-a-tête com eles.

Saca só:

DICIONÁRIO FASHION teste 2

 

 

Wooow, demais não é mesmo?

Espero que gostem, e pratiquem no seu dia a dia. E lembre-se de compartilhar com seus amigos aquilo que aprende, afinal, conhecimento guardado se torna obsoleto.

Divulga! E se você souber de alguma nova palavra, me ensina?

Um abraço, Deus abençoe a moda ❤

Flowernatic, here.

 

(fonte: http://www.bonde.com.br // imagens: https://br.pinterest.com)

 

Pantalona: calça comprida com as pernas largas, que podem ou não ter pregas na cintura.

#ATENÇÃO! SAIBA OS TERMOS MAIS USADOS NO RAMO DA MODA CONSCIENTE

Primeiro, deixa eu me justificar:

A foto escolhida é do desenho animado de Alice no País das Maravilhas. Por quê? Porque eu adoro, me lembra a minha infância e esse é o intuito do blog, fazer com que ele seja o mais natural e sincero possível.

Segundo:

O tema desse post é justamente falar sobre a natureza, meus queridos. Estamos vivendo um momento em que os seres humanos estão abrindo a mente para um monte de coisas, e esse é um dos assuntos que vamos bater na tecla por muitas vezes aqui.

Porém, no momento, vou listar aqui 9 termos usados atualmente sobre moda consciente, aquela que te veste, tem estilo e ainda contribui para diminuir a poluição do planeta.

f3752e1de13b994c300e45b8a25cdbf0

  1. Eco-Friendly

A moda eco-friendly tem um olhar voltado para preservação do meio ambiente durante todo o processo de produção do produto. Por exemplo, marcas que optam por tingimentos naturais, biodegradáveis e de fontes renováveis, prestam atenção e minimizam seu consumo de água e energia, reduzem sua pegada de carbono produzindo local, e pensam em saídas para ter um processo de produção menos impactante possível.

  1. Zero Waste

“Desperdício zero” significa que a marca se preocupa em não gerar (ou gerar o mínimo possível) de lixo têxtil. Cerca de 15% de todos os tecidos consumidos pelas empresas são enviados para aterros sanitários. Só na região do Bom Retiro e Brás, em São Paulo, são produzidos em média 20 toneladas de lixo têxtil POR DIA.

Quando uma marca une design e tecnologia com o objetivo de reduzir o desperdício de material, ela poupa todo uma cadeia que teria que produzir novos materiais para suprir a demanda de produção, além de deixar de enviar toneladas de tecidos para aterros sanitários.

Marcas “zero waste” também utilizam embalagens reutilizáveis para embrulhar seus produtos, que são pensados para durar muitos e muitos anos – o desperdício zero é pensando do começo da produção até o consumo.

bc5d51_5bfd117c1fdf4b6f9796baef93a042c0.png_srz_366_265_85_22_0.50_1.20_0 (1)

(clique na imagem acima e entenda o movimento #FeitoNoBrasil)

  1. Made Local

Incentivar o “made local”, ou seja, o feito local, é uma das formas mais fáceis de aderir ao movimento de moda ética e consciente. Isso porque é muito simples saber se uma empresa produz no seu próprio país, basta olhar na etiqueta.

Comprar moda feita no Brasil é ativismo. Uma dica para quando você querer muito um produto gringo, que não tem no Brasil de jeito nenhum: certifique-se de que a empresa que você  está comprando produz em seu país de origem e se orgulha disso. Incentivar a moda local e consciente de outros países vale também!

  1. Fair Trade

Para um produto ser considerado fair trade, ou troca justa, é necessário seguir diversas regras estipuladas pelo Fair Labor Association (FLA), ou Associação do Trabalho Justo. São elas: normas e guias que garantem salários justos, segurança de trabalho, ambiente livre de assédio, e o direito de lutar coletivamente por condições que oferecem a estrutura necessária para desenvolver rendimento justo e aumento de posição social. A maior parte das ações de trabalho fair trade na moda estão localizadas em comunidades em zonas de risco social na África e Ásia.

 

  1. Feito À Mão

Produtos feitos à mão valorizam a produção individual de cada peça e representam uma moda mais lenta, exatamente o oposto do fast-fashion de hoje.  Marcas e empresas que valorizam o produto feito à mão também colaboram para que técnicas manuais tradicionais continuem sendo perpetuadas através de novas gerações de artesãos.

 

  1. Vegan

É importante falar sobre os impactos da produção de artigos de origem animal na moda e porque optar por produtos veganos. Mas de uma forma resumida, produtos vegan-friendly visam bem estar social para humanos, não-humanos e meio ambiente através de uma relação harmoniosa estabelecida com base no respeito.

  1. Reciclado

Produtos reciclados colaboram para reduzir o número de lixo no mundo. Hoje já é possível, por exemplo, transformar garrafa pet em jeans e outros tecidos para moda, e reutilizar o algodão de peças antigas em novos tecidos de algodão. Isso sem contar em outras possibilidades menos comuns, como a de transformar borracha usada em sola de sapato, processo esse que é, inclusive, utilizado aqui pela Insecta.

  1. Orgânico

Um produto orgânico, seja para alimentação, moda ou beleza, tem que seguir diretrizes rígidas de certificações como USDA ou IBD que atestam, basicamente, que o produto é produzido da maneira mais natural possível. O algodão orgânico, por exemplo, é livre de transgênicos, pesticidas e outros tóxicos, e costuma ser regado através das chuvas, consumindo bem menos água do que o algodão tradicional.

Além disso, durante o processo de produção do tecido não são usados químicos e outros produtos tóxicos.  Produtos feitos com matéria-prima orgânica também garantem uma série de outras regras que tem a ver com boas condições de trabalho, produção responsável e que incentiva a preservação de todo ecossistema local. O algodão orgânico é uma boa saída para o problema. No blog do Insecta você pode entender melhor do algodão e seus impactos na vida das pessoas e do meio ambiente.

upcycledlogo

  1. Upcyling

Sem tradução para o português, o upcycling é o método de transformar materiais que já existem em produtos novos, mas sem que eles precisem passar por um processo de reciclagem. Para aplicar o upcycling é preciso boa dose de criatividade e técnicas de design. Usar tecidos de roupas antigas para fazer sapatos, do jeito que a Insecta faz, é um método de upcyling, por exemplo. Outra técnica é transformar lonas de guarda-chuvas em forros de bolsas, e outra que todo mundo conhece e é a mais antiga de todas: transformar retalhos de roupas em colchas coloridas e novinhas. Muitas avós já manjavam de upcycling bem antes dele ser um processo da moda ética tão essencial para o mundo.

Legal né?!

É importante a gente entender desse assunto. Muitos de nós precisamos entender a questão de “ação e reação” e a importância que uma peça de roupa traz consigo, por mais simples que seja.

Espero que gostem! Curta, compartilha e me encha de alegria ❤ .

Flowernatic.

Obs.: Esse conteúdo foi tirado do blog do site Insecta Shoes, que é uma marca que admiro com todo meu coração! Fiz leves modificações, buscando deixar o mais original possível!

PINTEREST: CONHEÇA E APRENDA A USAR ESSA REDE SOCIAL DE COMPARTILHAMENTO DE IDEIAS

Em 2014, estava navegando na internet porque eu sempre fui curioso, e você e eu sabemos que a internet é como um vasto campo de lavanda, da Itália, e um belo dia encontrei essa rede social tão profissional e rica em conteúdo.

Pinterest-wallpaper

O Pinterest, criado por Ben Silbermann tem como foco principal a função de ser um catálogo digital de ideias para se comunicar, inspirar, expressar e até comprar, e ele funciona como qualquer outra rede social, mas a diferença é que além de você seguir e poder se comunicar com seus seguidores, você também pode pinnar, ou seja, compartilhar no seu painel de ideias (que você mesmo vai criar) aquilo que gostou no painel do outro. É uma troca muito positiva de conteúdo e você encontra de tudo. Aquilo que você que não existe, olha no Pinterest que você pode achar!

IT’S SUPER SUPER COOL !!!

pin2

Acesse o site do Pinterest, corre corre, se inscreve lá,  para usufruir de um conteúdo massa!!!

pn1

Se você já conhece o Pinterest, se possui uma conta, ou até mesmo se sabe de alguma novidade, deixe seu comentário abaixo e vamos trocar conhecimento! Ah, aproveita e me segue lá:

(clica nesse logotipo aqui abaixo  e vá para o meu perfil do Pinterest)

pinterest

Divirtam-se!!!

Abraços, Deus abençoe a todos.

Flowernatic, here. ❤

 

(fonte: http://www.techtudo.com.br/dicas-e-tutoriais/noticia/2012/02/como-usar-o-pinterest.html)

 

 

E QUE COMECEM OS JOGOS… OOPS, OS POSTS!

Aqui no Brasil, dizem que o ano só começa depois do Carnaval, pois bem, estou de volta (uhuu uhuu!).

nnn

Andei sumido mesmo, enclausurado em meus próprios pensamentos, resolvi fazer uma viagem! E como resultado vieram novas ideias, novos projetos, uma filosofia de vida mais “EcoFriendly” , mais atitude e sem corpo mole! Vamos arrasar esse ano! Continue lendo “E QUE COMECEM OS JOGOS… OOPS, OS POSTS!”

5 DICAS PARA ADERIR AO ESTILO MINIMALISTA

Hello everybody ❤

Eu estou muito feliz por diversos motivos, mas neste momento em especial estou mais feliz ainda, pois vou falar de um assunto que mexe comigo, que me conquistou aos poucos e chegou pra ficar no meu lifestyle: O ESTILO MINIMALISTA!

O minimalismo surgiu fortemente no início na década de 90, depois do movimento CRAAAZY dos anos 80, que hoje chamamos de estilo retrô, e que naquela época as mulheres buscavam ainda mais a igualdade de poder de ambos os sexos. A moda vinha para chocar, com muita cor, muito BA-BA-DO, e foi lá que as calças de cintura alta, as ombreiras de Madonna deram o ar de sua graça. No final da década de 80 Helmut Lang, austríaco, foi o primeiro estilista, o pioneiro, o salvador da pátria, a criar looks minimalistas aonde o “less is more” começou a reinar  e bombar na década de 90.

Atualmente ele abrange não só as entranhas da moda, mas a decoração, a arquitetura, a arte, a dança e até a música foram influenciados, na minha opinião, positivamente. Se você, caro e lindo leitor, observar o minimalismo verá que as características principais dele são:

1-Cortes simétricos

É tudo muito reto, muito clean, muito puro, e cru. O minimalismo parte de formas geométricas, do primário, mas vai além, quando um look ou peça é fabricado com um excelente corte e tecido, não transmite caretice, pelo contrário, da um ar sofisticado e passa a informação de uma pessoa confiante, sofisticada e singular.

 

2-Cores neutras e estampas minimals

My favorite part, as cores! De início, ele trazia consigo cores neutras em tecidos lisos, como preto, branco, cinza (e sua família) e o azul marinho. Mas não se prenda! O monocromático tem operado nesse segmento de estilo e eu particularmente sou adepto as cores, como o rosé, o verde militar, o burgundy, o caqui e o famoso nude. As estampas aparecem podendo ser nas cores neutras que foram citadas.

 

3- Less is more – Menos é mais

Menos é mais, sempre! Ou seja, nesse estilo existe uma clareza na informação que se quer passar com o look. Fica tudo muito claro e na hora de usar os acessórios, você pode adicionar itens que venham na mesma correnteza.

 

4- Exige uma postura concentrada

O Minimalismo deixou de ser arte por si só, e passou a ser um estilo de vida, sendo assim, ele pode influenciar o comportamento daquele que o absorve, ou ele absorve porque seu comportamento se identifica com esse estilo! A postura é o ato de ser chique*.

 

5- Criatividade

Mas por quê? É simples oras, pelo fato de ser um modo de vida mais “less is more” você precisa da criatividade para sair da mesmice, para não acabar se deixando levar pela rotina. E eu tenho certeza que aqueles que se identificam com esse estilo de vida, mudam sua percepção do que é estilo e até mesmo sua maneira de pensar!

Aqui, algumas inspirações do meu dia a dia:

 

 

Espero que tenham gostado, se identificado e entendido um pouco do conceito minimalista!

“Chic é a pessoa que faz o melhor depoimento sobre a sua identidade, e apresenta seu estilo de maneira mais refinada, mais apurada, mais clara.” Glória Kalil

Abraços, Deus abençoe a todos.